Braga - Portugal
A Arte dos Cavalos numa Academia Irreverente

Warning: include(/home/academia/public_html/rvsincludefile/pathway_0b486155ba0622e7ecab08bc3a7c44f7.html) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home2/academia/public_html/Cães-Castro-Laboreiro.php on line 97

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/home/academia/public_html/rvsincludefile/pathway_0b486155ba0622e7ecab08bc3a7c44f7.html' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home2/academia/public_html/Cães-Castro-Laboreiro.php on line 97

Warning: include(/home/academia/public_html/rvsincludefile/icon_0b486155ba0622e7ecab08bc3a7c44f7.html) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home2/academia/public_html/Cães-Castro-Laboreiro.php on line 100

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/home/academia/public_html/rvsincludefile/icon_0b486155ba0622e7ecab08bc3a7c44f7.html' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home2/academia/public_html/Cães-Castro-Laboreiro.php on line 100
 

  
  Preservação, Recuperação e Selecção das Tradicionais Linhagens de Cães de Trabalho de
 Castro Laboreiro
                                            

 
Somos criadores de cães da raça Castro Laboreiro e temos para venda na Quinta de Olivão - Lage - Vila Verde (Braga)
 
 
Contacte-nos para mais informações
 
Tlm. 936100581
  

 
 
 
"Da Villa Laboreiro"
afixo reconhecido pela Fédération Cynologique Internationale e está registado no Clube Português de Canicultura.
 
Sócios:
CPC - Clube Português de Canicultura.
CCCL - Clube do Cão de Castro Laboreiro.
 
  
 
 
NOTA : Não compre cães a comerciantes que criam esta antiga e lendária raça em canis. O Cão de Castro Laboreiro precisa de espaço para se desenvolver sob a pena de estarmos a hipotecar a sua selecção, perdendo a sua rusticidade, carácter e nobreza, características estas, que distinguem esta peculiar raça, desde tempos idos.
Exija os registos dos animais e o certificado de DNA (teste de paternidade).
 
  
 
 
  
 
 
O Cão de Castro Laboreiro é o produto de uma selecção de milhares de anos, o que lhe garante uma "empatia" com o dono superior a qualquer raça moderna.
 
Seleccionado como cão de raça e de trabalho ao longo dos séculos, é um cão versátil, cuja docilidade, agilidade e coragem, lhe permitem hoje, ser um cão de eleição pelas suas raras qualidades de carácter e antiguidade genética. No limiar do sec. XXI o Cão de Castro Laboreiro, volta a ser procurado como cão de guarda e companhia.
 
A sua raridade resulta de um pequeníssimo efectivo de fêmeas reprodutoras.
Breve Resumo Histórico:
 
Sendo uma das raças mais antigas da Península Ibérica, deve o seu nome à Vila de onde é originário, a Vila de Castro Laboreiro, Concelho de Melgaço no extremo Norte de Portugal. É uma região montanhosa, agreste, que se estende desde o rio Minho até às Serras da Peneda e do Soajo, a altitudes variáveis, indo até aos 1400 metros. Demarcado pelos rios Minho, Trancoso, Laboreiro e Mouro.
 
 
 
Carácter:
 
Companheiro leal e dócil para os donos, tem índole nobre e expressão severa e rude denotando a rusticidade do montanhês. Desembaraçado de andamentos, ágil, resistente e nervoso, mostra-se frequentemente hostil sem contudo ser muito brigão.
Pode ser algo agressivo com estranhos, e devido à sua proximidade com a espécie lupina apenas tolera ordens dos seus donos, aceitando mal qualquer ensinamento de outra pessoa.
 
 
 
Características:
 
Tem um ladrar característico, muito alto, começando com tons variáveis, mas em geral graves e terminando em agudos prolongados a lembrar os uivos lupinos.
A cabeça é regular de tamanho, denotando leveza e não empastamento, bem guarnecida de tegumento, mas sem rugas. A cabeça define a raça pelo que deve obedecer estreitamente ao estalão em vigor. Orelhas regulares, pouco espessas e de forma ligeiramente triangular, mas arredondadas nas pontas; pendentes, de inserção um pouco acima da média caindo naturalmente e paralelamente de um e outro lado da cabeça.
 
 
 
Origem: A sua origem perde-se no Tempo. Tudo o que se escreve sobre a sua proveniência é pura ficção, sem qualquer rigor científico ou histórico.
 
 
O Cão de Castro Laboreiro é conhecido pela sua Rusticidade, Carácter e Nobreza, desde tempos idos. É um cão sempre bem disposto, muito meigo, carinhoso, paciênte e brincalhão. Possui um óptimo carácter para lidar com crianças, sendo mesmo muito cuidadoso, tolerando bem os "maus tratos"- puxar de orelhas, rabo, serem agarrados, etc., tendo sempre um forte sentido de protecção e defesa para com estranhos. Não é um cão maldoso mas quando intimidado ou desafiado torna-se num adversário terrível e implacável.
 
 
 
Cão de Castro Laboreiro
Hoje o efectivo da Raça do Cão de Castro Laboreiro está em crescimento, havendo uma extraordinária progressão em quantidade e qualidade. Entre nós, a qualidade geral da produção tem aumentado muito, e tudo leva a crer que se venham a estabelecer novas linhas dentro da Raça, contribuindo para o seu progresso e assegurando a sua vitalidade. 
No século XXI, O Cão de Castro Laboreiro será sempre por excelência o guardião de gados, mas, para além de ser o Cão que dá maior prazer ao seu dono pela sua companhia, continuará a surpreender pela sua natural aptidão como cão protector.
 
 O Cão de Castro Laboreiro é um dos tesouros vivos de Portugal que enche de orgulho o menos patriota dos amantes desta Raça singular.
 
 


AJUDE-NOS A PRESERVAR O
CÃO DE CASTRO LABOREIRO
 
  
NOTA IMPORTANTE:
 - A Mãe XITA (RI 68027) reúne a trilogia, carácter, rusticidade e nobreza por nós seguida. Premiada com uma morfologia admirável, apostamos nesta cruza um contributo sério para a raça. XITA é filha de JIBOIA, cadela consagrada do solar da raça.
 
 - O Pai APOLLO (LOP 430616) é um cão com um carácter extraordinário, morfologicamente perfeito, robusto e trato nobre. Considerado por muitos entendidos na raça como o melhor exemplar vivo. APOLLO é Filho de Baltazar.
 
Ninhada composta por 4 machos e 2 fêmeas
⇒ Os Cachorros serão entregues às 8/10 semanas completamente desmamados, desparasitados, vacinados, microchipados
com registo LOP emitido pelo CPC (Clube Português de Canicultura) e Certificado de Paternidade (teste DNA).


Todas as ninhadas respeitam os regulamentos do Clube Português de Canicultura (CPC)

 

 
 
 
» Características Gerais

Aspecto Geral: Cão tendendo para o rectilínio, lupóide, tipo amastinado. Animal vigorosode agradável conjunto morfológico e algumas vezes de vistosa pelagem.
 
Utilização: Cão de Guarda, de Vigilância e Protecção dos Rebanhos.
 
Comportamento/Carácter:
Companheiro leal e dócil para quem com ele mais priva. Nobre de índole.
 
Altura e Peso:
Altura ao garrote:
Machos: 58-64 cm(tolerância + 2 cm)
Fêmeas: 55-61 cm(tolerância +2 cm)

Peso:
Machos: 40-50 Kg
Fêmeas: 35-40 Kg


 

Links Úteis

 
 
 
 
 
 


 
Provérbios
 
"O cão e o menino vão para onde lhes fazem o miminho."
 
"Cão bom nunca ladra em falso."
 
"O cão velho, quando ladra, dá conselho."
 
"Cão que arrebita o rabo, não é por ti, mas pelo bocado."
 
"Não ladra cão sem ter razão."
 
"Cadelas apressadas parem cães tortos."



 
 
 
 
 

A NOSSA HISTÓRIA
    

A história da nossa relação com cães Castro Laboreiro remonta ao séc. XX, à década de cinquenta, ano de 1957. Ano em que foi adquirida a nossa primeira cadela da raça Cão de Castro Laboreiro. A ”Mimosa” era um cadela de trabalho, cor do monte que custou a módica quantia de 500 escudos há época.  A pastora/ castreja de regresso da Serra da Peneda não tencionava vender a “Mimosa” , mas a oferta era irrecusável, e a “Mimosa” rumou até à nossa quinta. Fui crescendo ouvindo histórias do fantástico mundo de “Mimosa”. Histórias que hoje recordo com carinho e saudade, cujos protagonistas já não fazem parte do mundo dos humanos.
A relação com os nossos “Castros” é fundamentada na paixão e no respeito por estes grandes amigos. Faz parte da nossa vida o convívio diário, desde tenra idade, com o amor incondicional, a cumplicidade, a amizade e a dignidade destes seres maravilhosos que nos ensinam, a todo momento, o quanto o homem se tem afastado dos valores mais importantes que deveriam permear as relações sociais: a liberdade, a igualdade e a fraternidade.

Não pode existir na natureza um relacionamento mais afectuoso e verdadeiro do que a de um cão Castro Laboreiro e uma criança. Esta relação pode trazer à educação de um homem parte daquilo que convencionamos chamar de “berço”. Berço é mais do que educação. É saber compreender as leis da natureza e entender que existirá sempre uma reacção, uma reciprocidade a todos os actos que praticamos na vida.

O modelo de criação dos nossos Castros Laboreiro fundamenta-se no conceito de matilha; grupos organizados hierarquicamente, onde o que prevalece é a ordem e não a ferocidade. Tão importante quanto a aparência física de um cão é o seu carácter e equilíbrio. Portanto também não temos canis.

A nossa dedicação à raça Cão de Castro Laboreiro não tem por objectivo obter lucro, apenas o retorno suficiente para lutarmos contra uma raça em vias de extinção (nomeadamente as antigas linhagens de cães de trabalho do solar), mantermos a nossa criação ao mais alto nível, produzindo cachorros progressivamente mais homogéneos, na perspectiva de que quando a genética é forte e a nutrição excelente o ambiente faz grande diferença.

Visite-nos e deixe-se envolver nesta paixão.

 

A Quinta de Olivão

Quinta de Olivão

A Quinta de Olivão, espaço com 14 ha, dos quais 8 ha são área florestal e os restantes 6 ha são área agrícola é um local privilegiado dotado de excelentes condições, quer naturais quer climáticas, idênticas em tudo às do solar, favoráveis à preservação, recuperação e selecção da raça Cão de Castro Laboreiro.

A nossa actual matilha é um dos efectivos existentes mais puros da antiga linhagem de cães de trabalho do solar, constituindo a manutenção dessa 'pureza' uma das regras definidoras da política de emparelhamentos.

Segue-se assim uma orientação, que não sendo aquela que mais frutos dá na produção de grande mercado, é seguramente a que mais interessa à raça no seu todo, ao permitir a obtenção de reprodutores de grande pureza étnica e consequente determinismo, salvaguardando e seleccionando um núcleo genético cuja existência é essencial à variabilidade na raça Cão de Castro Laboreiro.


A NOSSA MISSÃO

A nossa missão é de perseguir com obstinação a preservação, recuperação e selecção de um cão reconhecido pela sua rusticidade, carácter e nobreza desde tempos idos, e um comprometimento total quanto à ética, transparência e honestidade junto aos nossos clientes nacionais e internacionais.

Consideramos que o nosso diferencial é de facto a nossa paixão, seriedade, responsabilidade e respeito para com a raça o que tem assegurado um gradativo aumento no sucesso dos nossos cruzamentos e na homogeneidade das nossas ninhadas. Uma realidade nos dias de hoje. Sempre estaremos extremamente focados na preservação das antigas linhagens para que se não perca a tipicidade, a singularidade e os padrões raciais do Cão de Castro Laboreiro.
 

Sabemos do longo e custoso caminho à nossa frente, mas temos como crença um grande e promissor futuro para o Cão de Castro Laboreiro.